Seleção Brasileira de Futsal Nanismo embarca para Copa do Mundo na Argentina 

Campeonato é inédito e time conta com apoio da CBF 

A Seleção Brasileira de Futsal Nanismo embarca, nesta sexta-feira (3/11), rumo a Argentina para disputar a Copa do Mundo de Futsal Nanismo. A competição é inédita e o time foi selecionado pela Associação Brasileira de Esportes para Pessoas com Nanismo (ABEN), que também foi a organizadora da Copa do Brasil. Depois disso, contou com apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No total, 16 países participarão do mundial que será realizado entre os dias 6 e 12 de novembro, em Buenos Aires. O time brasileiro conta com 17 convocados: sendo 15 de linha e dois goleiros. 

Em entrevista ao site da CBF, o treinador da equipe, Marcus Vinícius falou sobre a importância de disseminar a modalidade e atrair novos jogadores. “No futsal tradicional, são quatro na linha e um no gol. Nós temos essa alteração com seis atletas de linha e um goleiro. São 20 minutos corridos, com os últimos dois minutos cronometrados. O gol tem 1,70m de altura e a largura é de três metros”, contou Marcus, que trabalha com a equipe há sete anos, quando começou como auxiliar técnico, e está no comando há três anos. O grupo Brasa, que representa o país na competição, possui atualmente 60 atletas de todo o país. 

O pivô Lorenzo da Fré, de 29 anos, é de São Paulo e diz que a expectativa é alta. Ele tem acondroplasia e trabalha atualmente como coordenador de Tecnologia da Informação (TI). Neste ano, participa pela primeira vez de uma competição internacional. “O torneio é para competir, mas muito também pela inclusão, para mostrar que somos capazes de competir também em alto nível como qualquer outra pessoa. O apoio da CBF nos ajudando com passagens e nos recebendo muito bem também foi fundamental”, completou. 

Saymon Pacheco, de 32 anos, afirma que o sentimento é inexplicável. “A expectativa hoje é bem alta, dado o grupo que foi criado e os treinamentos. Óbvio que vamos manter os pés no chão, jogo por jogo, mas não tem como não pensar no título. O apoio da CBF foi crucial. Nunca tivemos tanto apoio assim, e agora o intuito é termos o melhor resultado possível para mantermos esse auxílio”, completa o ala de São Paulo. 

Na última terça-feira (31), o time visitou a sede da CBF. Na ocasião, o fixo Oromar agradeceu o apoio que a Seleção recebeu da entidade e se lembrou do princípio do projeto. “Eu chorei algumas vezes aqui dentro da CBF, porque passa um filme na cabeça. A gente tinha duas bolas para treinar no começo, hoje estamos com um material um pouquinho melhor. A gente treinava em quadra de cimento no início, hoje temos uma quadra para treinar. Foi muito suor, lágrimas, mas hoje, graças a Deus, estamos dentro da CBF reconhecidos como atletas. Principalmente isso, como atletas, que eu acho que é tudo que a gente mais quer: ter o respeito e o reconhecimento como atletas”, exaltou.

A criação da equipe aconteceu em 2017, com a primeira partida que foi disputada pela Seleção e o Brasil perdeu para a Argentina por 1 a 0. No ano seguinte, a primeira Copa América foi realizada em Buenos Aires e o Brasil terminou a competição em 3º lugar. A Copa América de 2019 foi em Lima, no Peru, mas desta vez o time brasileiro não foi classificado. 

Confira a convocação da Seleção Brasileira de Futsal de Nanismo, com os estados de cada atleta:

GOLEIRO:

Reinaldo (PA)

FIXOS:

Saymo (MG)

Alexandre (RJ)

Oromar (RS)

Renilto (PA)

Queiroz (MS)

ALAS:

Pacheco (SP)

Victor (SC)

João Paulo (SP)

Miguel (RJ)

Nathan (RS)

Tolfo (RS)

Bruno Almeida (PA)

PIVÔS:

Bruno Veiga (RJ)

Andrey (RJ)

Da Fré (SP)

Marcos (PA)

Ao todo, a comissão técnica é composta por oito pessoas:

José Carlos – Presidente

Marcus Vinícius – Treinador

Sandro Macedo – Diretor Técnico

Maricelio Silva – Auxiliar Técnico

Lucas Moraes – Preparador Físico

Rafael Cei – Fisioterapeuta

Regina Mira – Coordenadora de Atletas

Fátima Bittencourt – Assessora da Presidência

*Com informações da CBF 

Catherine Moraes

Jornalista por formação e apaixonada pelo poder da escrita. Do tipo que acredita que a informação pode mudar o mundo, pra melhor!
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais