“Compreender a realidade, aumenta o respeito”, afirma dubladora da série ‘Os Pequenos Johnstons’

A possibilidade de conhecer um pouco da experiência de vida de pessoas com nanismo amplia a compreensão e, consequentemente, o respeito. Foi com essa bagagem que a atriz e dubladora Michelle Del Giudice Gouveia finalizou o trabalho de tradução da voz para o idioma português da personagem Elizabeth Johnston, na série americana ‘Os Pequenos Johnston’s. 

A série mostra o dia-a-dia do casal Trent e Amber Johnston e seus filhos, Jonah e Elizabeth (biológicos) e Anna, Emma e Alex (adotados). Todos vivem em Fortsyth, Geórgia, nos Estados Unidos e possuem acondroplasia. A série já tem 11 temporadas e integra o catálogo de algumas plataformas de streaming, como Prime Video e Discovery+.

Você pode assistir a alguns episódios pelo YouTube: 

Michelle, atriz há 24 anos e dubladora há 15, explica que já vivenciava parcialmente o mundo das pessoas com nanismo no teatro e na TV, mas muitas situações passavam desapercebidas. “Mesmo ao lado dessas pessoas, eu só compreendi as lutas e as dores depois que passei a fazer a dublagem. O reality evidencia muito a nossa falta de informação, o que é um problema já que compreender a realidade, aumenta o respeito”, afirma Michelle. 

Ela acredita que a partir desse e de outros realitys, movimentos de luta por respeito e contra preconceito têm ganhado mais adeptos. “Nós temos a necessidade das coisas serem explicadas. Parece ser besteira, mas deveríamos ser capazes de entender quando estamos ofendendo as pessoas e entender o lugar e a dor da outra pessoa. Mas não somos autossuficientes e precisamos de movimentos que nos eduquem socialmente. Que falem sobre respeito e acessibilidade. Esses movimentos têm ganhado corpo a cada vez que as pessoas param pra enxergar a vida do outro”, pontua Michelle. 

Série conta a história da família Johnstons. Pais e filhos têm acondroplasia, o tipo mais comum de nanismo. Foto: Discovery Brasil

A atriz dubla Elizabeth Johnstons, que é a terceira mais velha dos filhos e a mais alta dos 7 Johnstons. A personagem gosta de pintura e já fez uma exposição de seus quadros. 

Confira o episódio com Elizabeth: 

Michelle, que já havia dublado outra série sobre pessoas com nanismo – A Pequena Grande Família – faz uma reflexão sobre prestar mais atenção nas pessoas. “Quando eu comecei as dublagens, eu percebi que muitas vezes não ouvimos de verdade quem está ao nosso lado. E aí, podemos acabar subestimando elas, olhando só o superficial. Não podemos colocar o físico como limitador para a capacidade dessas pessoas. Por isso, esses trabalhos me fizeram entender mais a dor do outro”.

Kamylla Rodrigues

Kamylla Rodrigues é formada em Jornalismo pela Faculdade Alves Faria (ALFA). Já trabalhou em redações como Diário da Manhã e O Hoje, em assessorias de imprensa, sendo uma delas do governador de Goiás, além de telejornais como Band e Record, onde exerce o cargo de repórter atualmente.
Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Inscrições para o Bolsa Atleta são prorrogadas para 8 de abril

As inscrições para o programa Bolsa Atleta 2024 que terminariam na próxima segunda (1º de abril), foram prorrogadas para o dia 8 de abril! O programa contempla as categorias de Base, Estudantil, Nacional, Internacional e Olímpica/Paralímpica/Surdolímpica. Os interessados em participar podem se inscrever acessando a

Inscrições para o Bolsa Atleta são prorrogadas para 8 de abril

As inscrições para o programa Bolsa Atleta 2024 que terminariam na próxima segunda (1º de abril), foram prorrogadas para o dia 8 de abril! O programa contempla as categorias de Base, Estudantil, Nacional, Internacional e Olímpica/Paralímpica/Surdolímpica. Os interessados em participar podem se inscrever acessando a