Após Senado derrubar limite, Câmara retorna teto de R$ 140 mil para isenção de IPI

A Câmara dos Deputados revisou, nesta quarta-feira (23) a Medida Provisória 1034/21 que altera as leis para aquisição de veículos para pessoas com deficiência no Brasil. A MP, aprovada pela Câmara no dia 2 de junho, passou pelo Senado Federal, onde foi alterada, mas as emendas foram rejeitadas pelos deputados. Agora, depois da revisão pela Câmara, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). No texto atual, o valor limite para aquisição de veículo com isenção de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) é de R$ 140 mil e o prazo para renovação é de três anos.

Assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no dia 1º de março, a MP previa que nem todos os veículos poderiam ser adquiridos com isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), somente os que tivessem valor inferior a R$ 70 mil. Na última terça-feira (22), o Senado removeu o limite do valor. Porém, o texto seguiu para a revisão da Câmara, conforme estabelece a regra, que rejeitou as emendas. Agora, é encaminhado à presidência. 

Catherine Moraes

Jornalista por formação e apaixonada pelo poder da escrita. Do tipo que acredita que a informação pode mudar o mundo, pra melhor!
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Garoto com nanismo é campeão em jogos escolares

“Eu nunca tinha sido campeão e fiz gol até na final”, celebra Bernardo de 10 anos que descobriu mais uma paixão Um olhar técnico e humano plantou mais uma semente no futuro de uma criança e permitiu a união de um time que levou pra

Garoto com nanismo é campeão em jogos escolares

“Eu nunca tinha sido campeão e fiz gol até na final”, celebra Bernardo de 10 anos que descobriu mais uma paixão Um olhar técnico e humano plantou mais uma semente no futuro de uma criança e permitiu a união de um time que levou pra