Veca Ned no 3º Congresso de Nanismo

Verônica Ned subiu no palco do 3º Congresso de Nanismo e não teve muita dúvida quando largou a frase: “Quero falar sobre relacionamento e vuco vuco”, para uma plateia de adultos com Nanismo e pais de crianças com a condição. A atriz, publicitária, cantora e palhaça colocou todos no clima de humor e falou com muita leveza sobre um assunto delicado que fechou um ciclo holístico de temas na terceira edição do evento. Filha de Nelson Ned, ela e a irmã Monalisa palestraram pela primeira vez em um Congresso de Nanismo.

“Quando a Jú me chamou… Eu quis agregar algo diferente da área médica. Esse assunto tem que ser desmistificado porque uma hora vai acontecer com todo mundo. E a gente, eu e a Monalisa, teve liberdade de conversar sobre tudo com meu pai”, explica Veca em entrevista exclusiva contando que Nelson era bem tranquilo e até ajudava os namorados quando ela estava brava.

Em um tom muito brincalhão, Veca usou sua experiência como exemplo para escolher o tema da palestra e também para conversar com os pais de crianças com nanismo, para quem ela direcionou seu painel.

“Vai chegar esse momento. Porque todo mundo quer ter alguém. Temos que nos preparar para encarar os milhares e centenas de nãos. Você vai ter que encarar o não do seu filho da forma mais leve e tranquila do mundo porque não interessa o tamanho… Todo mundo já levou um pé na buzanfa”, brinca fazendo piada com suas histórias pessoais e completa: “Você também tem que saber que as pessoas vão se interessar pelo seu filho porque ele é interessante”.

Veca diz que sempre vão haver pessoas legais querendo se aproximar mas observa que quando nos abrimos, se aproximam as pessoas certas e as erradas. O importante é saber quem é. Ter um senso de autoconhecimento e aceitação capazes de construir uma autoimagem positiva.

Ela aprendeu com o pai a estar atenta sem deixar de viver boas experiências por medo. “Ele falava: ‘Você só vai ficar com um bobo se você quiser porque eu vou fazer de você uma mulher’. Ele me responsabilizava. Isso foi muito legal. Dizia: tem muitas pessoas que vão gostar de você e outras que vão ter apenas curiosidade. Você tem que ter cuidado”, relembrou em entrevista.

Foto de Divulgação
Foto de Divulgação
Veca se diverte enquanto faz a plateia rir junto.

“Temos que encarar nossa essência. Saber quem a gente realmente é. Dentro de casa é que começam as coisas. Se ele for muito bem amado dentro de casa, muito bem aceito, independente do que acontecer na rua, ele vai saber quem ele é”, aconselha. “A coisa mais maravilhosa do mundo é quando a gente descobre quem a gente é. E a gente é amado, a gente é lindo, é uma delícia, incrível”, diz Veca fazendo a plateia rir a cada frase.

“A melhor coisa do mundo é encontrar alguém que te ame, que te enxergue. Amor é você enxergar o outro e gostar do que vê. Querer estar com a pessoa”, observa a palestrante sobre relacionamentos reais que contemplam a pessoa para além do corpo.

“Existem pessoas legais e esse momento do seu filho vai chegar. Você tem que estar com a cabeça muito aberta e dizer: Olha, tem gente que vai se dar bem… Tem gente que vai se dar mal. Você vai levar muito mais não do que sim”, sugere a palestrante sobre ser verdadeiro(a) e ensinar seu filho a se conhecer, aceitar e amar.

Cheia de energia positiva ela finaliza animada antes de pedir a música que trouxe especialmente para compartilhar com os participantes: “Eu aprendi que nós somos gigantes mesmo! Eu, com essa altura toda, sou um mulherão. Minha irmã é um mulherão. Teu filho é um homem da p… Benção! (risos) A gente nasceu para brilhar. Estamos aqui para um propósito. O Nanismo me ressignifica. Tenho orgulho de ser a Veca. Da minha história e tudo o que eu consegui. Somos iguais e também somos diferentes. É muito legal como Deus é criativo e sua forma múltipla de nos amar. Repitam comigo: eu sou incrível, eu sou uma delícia e eu vim ao mundo para brilhar”(risos).

Logo após, todas as crianças do evento tomaram o palco para dançar com a Veca enquanto ela cantava: “Minha pequena luz, eu vou deixar brilhar”…

Assistam agora à palestra completa e não deixem de compartilhar e espalhar essa alegria por aí:

Rafaela Toledo

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Somos Todos Gigantes marcado na pele 

Pai de criança com síndrome raríssima faz tatuagem em homenagem ao movimento; família é de Feira de Santana, na Bahia, e participou pela primeira vez de encontro em 2023 As bagagens de vida de Maysa, Anderson e Malu são cheias de desafios, lutas, transformações e

Somos Todos Gigantes marcado na pele 

Pai de criança com síndrome raríssima faz tatuagem em homenagem ao movimento; família é de Feira de Santana, na Bahia, e participou pela primeira vez de encontro em 2023 As bagagens de vida de Maysa, Anderson e Malu são cheias de desafios, lutas, transformações e