Reta final de inscrições para o 3º Encontro Nacional Somos Todos Gigantes

Ainda dá tempo de fazer a inscrição para o 3º Encontro Somos Todos Gigantes. O evento, realizado anualmente, se adaptou às restrições impostas pela pandemia de Covid-19 e, neste ano, será realizado por meio da internet, nos dias 31 de outubro e 1º de novembro. As inscrições seguem abertas e podem ser feitas pelo Sympla (https://bit.ly/3jxwUoE).

A data do evento coincide com a semana em que se comemora o Dia Nacional do Combate ao Preconceito Contra as Pessoas com Nanismo, instituído pela Lei 13. 472, de 2017. O 25 de outubro foi escolhido em homenagem ao ator e ativista norte-americano Billy Barty, nascido em 1924. Barty, que tinha nanismo, já atuava em defesa dos direitos da comunidade desde a década de 1950.

Segundo a presidente do Instituto Nacional de Nanismo (INN), Juliana Yamin, havia dúvidas de que seria viável realizar o evento este ano, devido à pandemia. Em 2018 e 2019, os encontros foram presenciais. Mas foi possível transportar o conteúdo para o online.

A programação, mesmo à distância, mantém as diretrizes que nortearam os encontros anteriores. Haverá palestras de especialistas, como o dr. Wagner Baratela, geneticista especializado em nanismo, e o ortopedista Samuel Diniz Filho, que falará sobre alongamento ósseo. As perspectivas de tratamento da displasia óssea são o tema do dr. Morrys Kaisermann, um especialista de renome internacional. A psicóloga Mirella Nery, por sua vez, responderá as dúvidas dos participantes em uma dinâmica bem interativa: as perguntas já podem ser enviadas nesse link do Sli.do e, nele, os participantes também podem curtir as perguntas uns dos outros. As mais curtidas serão respondidas por Mirella.

As crianças não ficaram de fora. A MC Divertida, personagem da influencer Maria Clara, dará uma oficina sobre Tye Dye. E a Maria Sem Vergonha, personagem de Veca Ned, fará contações de histórias. “Procuramos fazer uma programação que não fosse muito cansativa, pelo fato de ser on-line”, explica Juliana Yamin.

Um dos temas que mais têm chamado a atenção da comunidade com o nanismo, a nova política nacional de educação especial, não ficou de fora. O assunto será debatido com o secretário nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício Cunha, e com a Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Priscilla Roberta Gaspar de Oliveira.

As inscrições serão feitas mediante contribuições nos valores de R$ 25, R$ 50 e R$ 100. Os valores arrecadados serão revertidos para o Instituto Nacional de Nanismo (INN). Não haverá diferença de acesso ao conteúdo, independentemente do valor da opção de contribuição.

Apesar das limitações do meio on-line, Juliana Yamin entende que o modelo acaba ampliando a possibilidade de participação para mais pessoas, que não poderiam se deslocar para um encontro presencial. “Vamos atualizar a comunidade, dar informações para as famílias que estão chegando. Uma geração não será curada se os pais não o forem antes, para criar frutos que vão impactar na sociedade”, resume a presidente do INN.

 

Rodrigo Hirose

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Natação e nanismo: quais os benefícios e pontos de atenção?

Prática do esporte sem acompanhamento pode provocar lesões, mas quando monitorada revela ser uma ferramenta potente na transformação da qualidade de vida das pessoas com a deficiência O sinal sonoro liberta para um mergulho profundo. “Na água eu dou tudo de mim, coloco na minha

Garoto com nanismo é campeão em jogos escolares

“Eu nunca tinha sido campeão e fiz gol até na final”, celebra Bernardo de 10 anos que descobriu mais uma paixão Um olhar técnico e humano plantou mais uma semente no futuro de uma criança e permitiu a união de um time que levou pra

Natação e nanismo: quais os benefícios e pontos de atenção?

Prática do esporte sem acompanhamento pode provocar lesões, mas quando monitorada revela ser uma ferramenta potente na transformação da qualidade de vida das pessoas com a deficiência O sinal sonoro liberta para um mergulho profundo. “Na água eu dou tudo de mim, coloco na minha

Garoto com nanismo é campeão em jogos escolares

“Eu nunca tinha sido campeão e fiz gol até na final”, celebra Bernardo de 10 anos que descobriu mais uma paixão Um olhar técnico e humano plantou mais uma semente no futuro de uma criança e permitiu a união de um time que levou pra