Lista de aplicativos para auxiliar quem convive com a limitação física

A tecnologia pode ser aliada na qualidade de vida de qualquer um. Mas quando se trata de novos apps, o cyberespaço é um lugar hostil: você nunca sabe o que é realmente útil ou funciona conforme a promoção.

Outro gargalo para a proliferação de boas soluções tecnológicas é a maior parte delas seguir um padrão interativo onde os usuários também são responsáveis pela inclusão, correção e compartilhamento de informações. Quando as pessoas não se engajam, as funcionalidades da tecnologia não se desenvolvem.

Mas tem muita coisa muito mais simples do que imaginamos à nossa disposição, quando se trata de tecnologias digitais para ajudar o cotidiano de quem tem algum tipo de deficiência física, como os recursos dos sistemas operacionais dos nossos celulares, conforme vamos listar abaixo.

Reunimos algumas dicas mas gostaríamos de sugerir que vocês testem as opções que mais lhes interessem e nos enviem um feedback. Deem sua opinião. Seja aqui nos comentários, em seu perfil do Facebook ou por email. Só não deixe de testar algum e opinar.

Juntos, conseguimos construir informação de qualidade.

1- ProDeaf

Sabia que existem quase 10 milhões de brasileiros com deficiência auditiva? Isso é que aponta o Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com esse número expressivo, não é novidade que ter um conhecimento mais aprofundado sobre Libras (Língua Brasileira de Sinais) é fundamental, uma vez que esse é o principal canal de comunicação com tais pessoas.

A partir dessa premissa, surgiu o ProDeaf, ferramenta que vai facilitar o diálogo entre ouvintes e pessoas com deficiência auditiva. Isso porque o recurso traduz tanto textos quanto vozes em português para Libras.

O melhor de tudo é que o aplicativo é gratuito, promovendo assim a acessibilidade e inclusão social sem nenhum custo. O sucesso da ferramenta é tanto que atualmente mais de 130 mil pessoas a utilizam.

2 – HandTalk

Outro aplicativo extremamente útil para as pessoas com deficiência auditiva é o HandTalk, que é um tradutor automático para Libras. A pessoa que quer se comunicar escreve a frase no app e em seguida surge o amigável intérprete virtual em 3D, o Hugo, que traduz simultaneamente o conteúdo. Simples assim!

Ainda tem mais. O app tem a funcionalidade de tornar qualquer site acessível em Libras em alguns minutos, inserindo na plataforma um botão. Além do mais, é possível realizar videochamadas, em todo o território nacional, com intérpretes que vão fazer tradução no mesmo instante.

Também gratuito, o HandTalk foi eleito pela ONU como o melhor aplicativo social do mundo. Ganhou também o prêmio do Desafio Google de Impacto e Inteligência Artificial recentemente, concorrendo com 2.062 empresas de 119 países. Isso demonstra o quão eficiente é o app no universo da acessibilidade para pessoas com redução ou ausência de audição. Vale destacar que o recurso está disponível no sistema operacional iOS e Android.

3 – Guia de Rodas

A falta de conscientização e também de informação é, às vezes, o que origina a falta de acessibilidade. Foi a partir dessa premissa que Bruno Mahfuz teve a ideia de criar o Guia de Rodas. Ele, aos 17 anos, sofreu um acidente de carro e começou a usar uma cadeira de rodas.

O aplicativo pode ser baixado por Android, iOS e Windows Phone e oferece a possibilidade de qualquer pessoa avaliar a acessibilidade dos mais variados empreendimentos. Todos poderão conhecer a nota de determinado local, reflexo da experiência geral do usuário.

Além do mais, o aplicativo conta com uma equipe altamente capacitada, composta por profissionais da arquitetura com mobilidade reduzida, que mensura a acessibilidade das edificações. Assim, os estabelecimentos terão em mãos um diagnóstico preciso sobre o local, contemplando possíveis soluções para tornar o ambiente mais acessível — tanto em relação a questão técnica como funcional.

O serviço de qualificação oferecido pelo Guia de Rodas é pago — uma vez que exige o treinamento de uma equipe e uma consultoria minuciosa. Após, o empreendimento recebe um selo de certificação.

4 – Be My Eyes

Em tradução literal, Be My Eyes é “seja meus olhos”. E é exatamente essa a proposta do aplicativo gratuito: uma espécie de rede solidária. A tecnologia aliada à generosidade, aqui, resultaram em algo extraordinário.

O aplicativo funciona da seguinte forma: uma pessoa com alguma deficiência visual pode contatar alguém por meio da plataforma, que vai ajudá-la a resolver o impasse.

Quer um exemplo mais claro? Vamos lá. Suponha que um cego quer comprar um produto, mas está tendo dificuldade em identificá-lo dentro da loja. Neste contexto, basta ele acessar o app e, então, será direcionado para alguém que fale a mesma língua.

A partir disso, basta ele filmar os itens, por meio da câmera do próprio celular, e então a pessoa vai auxiliá-lo dando as devidas coordenadas.

Esse é apenas um exemplo, mas a pessoa cadastrada na plataforma pode solicitar ajuda quantas vezes forem necessárias, pois sempre terá alguém disposto a auxiliá-lo — seja para descrever uma imagem, para ler rótulos de produtos ou para procurar algum item perdido em casa.

Atualmente, o aplicativo está em 150 países, contando com milhares de usuários. Importante frisar que as chamadas são feitas levando em consideração a língua e o fuso horário do solicitante. Isto é: não há perigo de a pessoa incomodar o voluntário em um horário inapropriado e nem de ficar perdida em relação ao idioma.

5 – Audio to Text:

O Audio To Text é um aplicativo gratuito que permite transformar todas as gravações de áudio salvas no celular em arquivo texto. Para usar o app, basta executar o app, configurar (necessário estar conectado(a) à internet), selecionar o arquivo de áudio, aguardar e pronto.

Você tem acesso à toda a transcrição em “Conversion History”. Pode copiar o conteúdo extraído ou compartilhar em outros aplicativos.

Alguns aplicativos semelhantes fazem a transcrição de áudios do Whatsapp.

8 – Wheelmap

Disponível para iOS e Android, o Aplicativo que auxilia a encontrar lugares com acessibilidade já visitados por outras pessoas com deficiência. Nele, é possível informar se o local é acessível ou quais problemas têm, permitindo uma troca útil e colaborativa de informações.

7 – Motrix

Permite que pessoas com deficiências motoras graves tivessem acesso a computadores. O programa cumpre a função, por exemplo, ao acionar o computador com a voz do usuário. Ao pronunciar determinados comandos em inglês em um microfone, a pessoa é capaz de exercer funções simplesno aparelho, como mexer o cursor do mouse e acionar aplicações do Windows. Além disso, consegue soletrar para o computador, mas o processo é lento, de letra por letra.

Disponível para Windows.

8 – Recursos IOS:

Os dispositivos Apple contam com um sistema operacional bem intuitivo. Mesmo quem não tem muita intimidade com a tecnologia consegue utiliza-la. É assim também para os usuários que precisam de recursos especiais:

  • VoiceOver: faz o telefone falar com o usuário. O iPhone lê em voz alta tudo o que está acontecendo na tela Multi-Touch e ajuda na navegação. Basta tocar na tela para que ele leia o que está sob o dedo.
  • Falar conteúdo da Tela: caso o usuário não consiga ler o texto exibido na tela do dispositivo, utilize este recurso para que e-mails, iMessages, página web e livros sejam lidos para você. É possível ainda ajustar a velocidade da fala, idioma e pedir que as palavras lidas sejam colocadas em destaque.
  • Zoom: é uma lente de aumento para a tela do dispositivo Apple, funciona em todos os apps. Pode-se habilitar o Zoom, no qual sua ampliação vai de 100% a 1500%, para tela cheia ou somente visualizando uma área ampliada em uma janela. Mesmo com a tela ampliada, todos os movimentos utilizados para navegação no dispositivo continuam ativos.
  • Ajustes de fontes: permite que o usuário configure o tamanho da fonte dos textos exibidos na tela do dispositivo, facilitando a leitura para quem sofre de dificuldades visuais.
  • SRI: Siri é um aplicativo inteligente que auxilia o usuário a realizar tarefas em um aparelho por meio do recurso de voz. Trata-se de um aplicativo no estilo assistente pessoal utilizando processamento de linguagem natural para responder perguntas, executar tarefas e outras atividades. Por possuir uma tecnologia mais refinada, a Siri não necessita que o usuário diga palavras predeterminadas ou comandos específicos, já que a assistente consegue compreender frases de forma precisa. A ferramenta está presente no iPhone 4s e versões superiores do aparelho, iPad 3ª geração e superior, iPad mini e iPod touch de 5ª geração.
  • Inversão de cores e escalas de cinza: é possível inverter cores e aumentar o contraste de cores no iOS para facilitar a enxergar melhor o conteúdo da tela.
  • Monitores braille: o iOS é compatível com mais de 40 monitores braille via  bluetooth.
  • FaceTime: serviço de mensagem através de vídeo e voz para se comunicar (o que já não é mais tão novidade depois do Whatsapp).
  • Áudio Mono: permite ajustar o balanço dos canais direito e esquerdo do áudio.
  • Alertas visíveis e vibratórios: o iPhone avisa seu usuário sobre novas chamadas, mensagens recebidas, emails, eventos, tudo por meio de alertas visuais como uma luz LED que pisca, foto de quem liga e padrão de vibração para cada tipo de notificação (totalmente configuráveis).
  • Aparelhos auditivos:em parceria com grandes fabricantes a Apple anda investindo na produção de aparelhos auditivos fabricados especialmente para seus dispositivos, onde, através do Bluetooth, permite que o usuário escute com qualidade conversas telefônicas, músicas, chamadas no FaceTime, etc.
  • AssistiveTouch: permite a configuração dos toques a serem utilizados na tela do dispositivo Apple. Por exemplo, permite que toques únicos, movimentos personalizados e movimentos como chacoalhar ou girar o dispositivo para realizar alguma ação sejam configurados para ajustar à necessidade motora do usuário.

Todos esses recursos e apps citados são nativos do iOS, mas existem disponíveis na App Store muitos apps de qualidade desenvolvidos especialmente para facilitarem a vida de pessoas com as mais variadas limitações físicas. Vale a pena a busca na loja da Apple.

9 – Recursos Android

O sistema operacional Android, oferece os seguintes recursos de acessibilidade:

  • TalkBack:leitor de tela que informa respostas por voz ao usuário com deficiência visual, das ações desempenhadas e notificações recebidas. Permite ainda o uso de gestos simples para desempenhar algumas funções.  
  • Troca de acesso: permite que o usuário conecte (via USB ou Bluetooth) um dispositivo que funciona como teclas do teclado (comutador). Muito útil para usuários que possuem alguma forma de dificuldade para manipular diretamente o dispositivo. Para saber mais detalhes sobre o que é a Troca de Acesso e como configurá-la e usá-la, clique aqui. Vale lembrar que este recurso está disponível somente para dispositivos com o Android 5.0 ou superior.
  • Suporte para braile (BrailleBack): permite que o usuário conecte um display braile compatível que converse via Bluetooth com o dispositivo Android. Ao utilizá-lo, o conteúdo da tela aparece no display braile e torna-se possível navegar e interagir com o dispositivo Android usando as teclas do display e inserir texto usando o teclado em braile. Para saber os displays braile compatíveis e aprender como conectá-lo e pareá-lo, clique aqui.
  • Legendas: é possível ativar legendas em um dispositivo para Android, e ainda, configurar o idioma, tamanho e estilo das mesmas. Saiba como, acessando aqui. Disponível somente para dispositivos com Android 4.4 ou superior.
  • Recursos de Texto

– Texto Grande: exibe os textos do dispositivo no maior tamanho possível. Para ativar, basta acessar Configurações > Acessibilidade > Texto Grandeem seu dispositivo Android.

– Em alto contraste: exibe os textos na cor branca ou preta, dependendo da cor original do texto para facilitar a leitura do mesmo. Para ativar, basta acessar Configurações > Acessibilidade > Texto de Alto Contrasteem seu dispositivo Android. Recurso disponível somente para Android 5.0 ou superior.

  • Falar Senhas: este recurso trabalha em parceria com o recurso TalkBack. Se ativado, os caracteres de senha digitados serão pronunciados normalmente pelo dispositivo. Se desativado, os caracteres de senha serão pronunciados pelo dispositivo somente se um fone de ouvido estiver conectado no momento, para conservar a privacidade do usuário. Para ativar, basta acessar Configurações > Acessibilidade > Falar Senhas.
  • Atalho de Acessibilidade:permite ativar o recurso TalkBack temporariamente e rapidamente sem precisar da visão. Para maiores detalhes, acesse aqui.
  • Converter Texto em Voz: para configurar a conversão de textos em voz em seu dispositivo acesse Config. > Acessibilidade > Converter texto em voz.
  • Atraso ao manter pressionado:este recurso permite configurar o tempo de resposta do dispositivo ao toque na tela, ou seja, o tempo necessário para o dispositivo ‘perceber’ que o usuário está tocando em sua tela. Muito útil para usuários com dificuldades motoras. Mais informações sobre este recurso aqui.
  • Inversão de cores: este recurso inverte as cores na tela do dispositivo Android. Por exemplo, uma tela de fundo preto com fonte branca, torna-se branca com fonte preta. Para ativar, basta acessar Configurações > Acessibilidade > Inversão de cores. Disponível somente para Android 5.0 ou superior.
  • Correção de Cor: este recurso permite que as cores sejam ajustadas para melhorar a experiência do usuário daltônico. Ainda é possível selecionar qual o tipo de anomalia das cores que o usuário sofre, para a correta compensação das cores (veja aqui) . Para ativar, basta acessar Configurações > Acessibilidade > Correção de Cor. Como este recurso ainda está em fase experimental, pode ocorrer de não funcionar em todas as partes do dispositivo. Disponível somente para Android 5.0 ou superior.

10 – Ebooks:

Ainda que não se trate de aplicativos, são soluções tecnológicas que passam pelos nossos dispositivos auxiliando a praticidade da rotina, por isso, resolvemos listar também. Trouxemos apenas algumas sugestões mas é infinito o universo do conteúdo online. Basta saber fazer as buscas certas e sempre se preocupar com a credibilidade de suas fontes.

Baixe agora quatro ebooks que encontramos e podem ser úteis para vocês. Basta clicar AQUI.

Além destes ainda tem o Biomob, que já estrelou em posts aqui do Somos Todos Gigantes.

com informações de Boa Vontade, G1, Pro-Doctor e CanalTech.

Rafaela Toledo

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Somos Todos Gigantes marcado na pele 

Pai de criança com síndrome raríssima faz tatuagem em homenagem ao movimento; família é de Feira de Santana, na Bahia, e participou pela primeira vez de encontro em 2023 As bagagens de vida de Maysa, Anderson e Malu são cheias de desafios, lutas, transformações e

Somos Todos Gigantes marcado na pele 

Pai de criança com síndrome raríssima faz tatuagem em homenagem ao movimento; família é de Feira de Santana, na Bahia, e participou pela primeira vez de encontro em 2023 As bagagens de vida de Maysa, Anderson e Malu são cheias de desafios, lutas, transformações e